Trabalhe quatro horas por semana: miniaposentadoria, terceirização da rotina e mais disrupturas

Olá,

Queria compartilhar com você algumas percepções sobre o livro Trabalhe Quatro Horas por Semana, de Tim Ferriss. Assim como Pai Rico Pai Pobre “enquadra” a gente, prepare-se para se incomodar com essa leitura.

Tim é um inquieto, que criou para si um método fantástico de geração de renda e terceirização que o tira quase que totalmente do fluxo de geração do dinheiro, ficando, claro, com o final, que é a conta engordando. É algo diferente do que vemos, por exemplo, quando você trabalha durante um bom tempo, poupa e investe, e aos poucos esse investimento vai provendo renda para você, de modo que o capital acumulado vai te liberando do trabalho que remunera pelo seu tempo. Ele consegue gerar a renda pelo trabalho, não necessariamente estando presente.

Mas como? Calma, vamos entrar no detalhe do método dos Novos Ricos – NR. Claro que eu recomendo fortemente a você que leia o livro, eu aqui vou apenas resumir o que você vai encontrar lá.

Trabalhe Quatro Horas por Semana: Os quatro passos

Tim desenvolve o livro com o que ele chamou de quatro passos: Definição, Eliminação, Automação e Liberação. Vamos ver o que são?

Passo 1: D de Definição

Mitos e paradigmas são veementemente questionados. Exemplo:

Aposentadoria é o seguro para o caso de acontecer a pior das hipóteses

Se o foco é a aposentadoria, então há algo de errado. Por algumas razões:

– Se o foco é se aposentar, então os anos mais produtivos da vida foram gastos fazendo algo de que não se gosta;

– A maior parte das pessoas, ao se aposentar, não conseguirá manter o padrão de vida. Ou seja, após todo o esforço, viverá uma vida mediana ou pior;

– Se realmente consegue-se juntar o dinheiro necessário para a conta fechar, então a pessoa é uma máquina de trabalhar, e não conseguirá ficar sem trabalhar, sem produzir. Então de que vai adiantar?

Peça perdão, não permissão

Faça o que tem de ser feito. Nas palavras do autor:

se o que você quer fazer não for devastar todos ao seu redor, tente e depois se justifique.

Coisas em excesso tornam-se o oposto

Você pode ter grandes quantidades de uma coisa boa. Em excesso, esforços e posses tomam as características de seus opostos: Ativistas se tornam tiranos; Bênçãos se tornam maldições; Mais se torna menos. Logo o projeto de vida de trabalhar menos e ter mais tempo é para ter tempo produtivo não tempo ocioso.

Como lidar com os medos

Tim também te convida a encarar seus medos. Algumas histórias são apresentadas, como a do advogado que vivia em Los Angeles e que decidiu arriscar-se num salto de asa delta no Rio de Janeiro. Naquele momento, ele percebeu que riscos não são tão assustadores depois que se os assume. Assim, decidiu abandonar sua empresa, onde não conseguia mais suportar o trabalho, e veio ser instrutor de surf em praias brasileiras.

Falando sobre si mesmo, Tim conta sobre a empresa que criou e que estava consumindo cerca de 15 horas diárias de trabalho. Ele estava tirando bastante dinheiro, mas estava amarrado ao negócio. Ele decidiu que queria tirar um tempo para viajar, mas não sabia como. Daí, decidiu elencar seus pesadelos. Qual seria a pior coisa que poderia acontecer caso ele fizesse uma viagem de alguns meses pelo mundo?

Depois de começar a escrever, ele foi percebendo que, caso o pior acontecesse, ele poderia se recuperar rapidamente com ações relativamente simples. Nenhuma das catastróficas coisas que aconteceriam caso ele fizesse a viagem seria fatal e incontornável.

Compreendi que, numa escala de 1 a 10, sendo um nada e 10 uma mudança permanente na vida, o meu tão temido pior cenário poderia ter um impacto temporário de 3 ou 4 (…) Por outro lado, seu eu avaliasse meu melhor cenário possível, ou mesmo um cenário provável, ele teria um efeito positivo permanente de 9 ou 10 na minha vida.

E ele foi. Viajou com uma passagem de ida para a Europa. E desde então sua vida decolou.

Passo 2: E de Eliminação

homem de negocios

Nesse passo, o objetivo é ir se desvencilhando das coisas. Mas como? Como me desvencilhar da minha empresa? Como estar menos no escritório da empresa para a qual trabalho?

A resposta está na produtividade.

O aumento da produtividade é a estratégia para convencer chefes de que você é importante para a empresa, que entrega valor, e que pode, de fato, entregar esse valor estando fisicamente presente ou não. Para donos de empresas, o caminho vai estar na manutenção e/ou aumento da lucratividade com cada vez menos dependência da sua presença para que o negócio prospere.

Use o pareto

A regra de pareto – 80/20 – pode ajudar muito no incremento da produtividade:

Quais são os 20% de causas responsáveis por 80% dos meus problemas e de minha infelicidade?

Quais os 20% de causas responsáveis por 80% dos meus resultados positivos e de minha felicidade?

Às vezes, uma análise rápida pode mostrar que 80% da sua perda de tempo e foco no trabalho vem de 20% dos seus e-mails recebidos. Talvez a atitude de verificar a caixa de e-mails apenas por uma ou duas vezes ao dia pode eliminar boa parte da distração e aumentar a produtividade.

No caso de um empresário, pode-se constatar que 80% dos problemas e stress são causados por 20% de seus clientes. Ou 90% da sua receita vem de 10% de seus clientes. Uma simples mudança de estratégia e foco no atendimento pode trazer mais paz e mais lucratividade.

Lei de Parkinson

Resumidamente: uma tarefa aumentará de importância (a percepção de) e de complexidade em relação ao tempo alocado para sua realização.

Se você tiver pouco tempo para cumprir uma tarefa, isso exigirá de você foco e produtividade.

Portanto, você pode resumir a regra de pareto e a lei de Parkinson da seguinte forma:

Identifique as poucas tarefas críticas que contribuem para a maior parte da renda e planeje realizá-las com um prazo curto e bem definido.

Fazendo essas mudanças, Tim conseguiu aumentar drasticamente sua produtividade e eliminar o desperdício de tempo e o retrabalho.

Passo 3: A de Automação

automacao

Nesse ponto, Tim mostra como conseguiu fazer a roda da sua empresa girar sem que sua presença fosse uma condição primordial. Ele criou um método sofisticado de terceirização e de automação que fez com que decisões fossem delegadas, e-mails respondidos automaticamente, compromissos e agendas fossem controlados por terceiros e, com isso, ele passou a ter muito mais tempo livre.

Há uma grande quantidade de referências úteis nesse capítulo.

– Empresas da Índia especializadas em prestar serviços que vão desde a resposta a e-mails até a criação de artigos para revistas;

– Serviços de recebimento de cartas e envio para onde quer que você queira;

– O Skype;

– Serviços de compartilhamento de agenda on-line;

Entre tantos outros.

Como encontrar um nicho de negócio

Tim demonstra um método, com exemplos práticos, para que você consiga “encontrar sua musa” – é desta forma que ele denomina o negócio que provê geração automática de renda. O uso do Google (Ad Words, Analytics), testes de demanda com leilões no e-bay, páginas de teste, muita coisa prática para que você teste se um determinado nicho tem mesmo interesse pelo produto/serviço que você deseja vender.

Ele cita o exemplo de uma pessoa que comprou camisas de marinheiro na França, e quando chegou em sua cidade, nos EUA, vários homens queriam saber onde ele havia comprado. Percebendo que não havia empresas vendendo esse tipo de produto onde ele morava, começou a investigar a demanda pela internet e em algumas revistas de nicho. Fez testes pontuais com o Google AdWords, fez algumas simulações, criou páginas simples para venda do produto, e foi aos poucos importando o produto e vendendo de acordo com a demanda. De início, de forma não tão automatizada. Mas, conforme a receita aumentava, aos poucos ela começou a aumentar a automação e a terceirização.

Obviamente, nada vem fácil. Qualquer iniciativa inicial vai demandar muito trabalho no começo, muito teste, muita tentativa e erro, mas ele cita diversas ferramentas para que esse processo seja rápido e que a renda comece a aparecer. A observação que faço é que, embora você não precise ser um especialista em TI, definitivamente é preciso ter familiaridade com a internet para se valer das ferramentas e métodos apresentados.

Passo 4: L de Liberação

mala viagem

Você descobriu a sua musa. A renda está fluindo e você aumentou a sua produtividade e automação, podendo ter mais tempo livre. E agora, o que fazer?

Nessa parte do livro, Tim enumera objetivos e sonhos para os NR. Ele ficou meio impactado quando viu que tinha mais tempo para cuidar de outras coisas. Quando o dinheiro deixou de ser o objetivo principal. E agora? O que fazer? Ficar de pernas pro ar o dia todo? Ficar vagando pelas praias do mundo sem um objetivo?

Eu ainda não passei por esses tipos de problemas 🙁 mas ele garante que, depois de algum tempo curtindo, a falta de propósito vai fazer qualquer um sucumbir (algo que eu concordo totalmente).

Daí ele fala sobre projetos que ele acredita, e cita alguns NRs que definiram propósitos de vida que os motivavam após terem tempo livre para se dedicar ao que realmente gostavam.

Conclusão

Leia o livro. Vale a pena. É uma estratégia de forte terceirização e automação, de forma que a renda vinda do seu trabalho ou negócio não dependa de você estar presente todos os dias, oito horas por dia.

Para empregados ou donos de negócio, a decisão de mudar será possível desde que você esteja 100% certo de que é isso que quer e para que você o quer. Pessoas ficam felizes/satisfeitas trabalhando como empregados. Pessoas ficam igualmente realizadas trabalhando como autônomos, como donos de empresas. Alguns preferem carreiras menos engessadas, mas que invariavelmente exigem suas presenças. Tim resolveu que queria renda diária de forma automática, a qual dependesse cada vez menos de sua intervenção. Depois que definiu isso e o porquê disso, começou a experimentar um mundo novo.

Desejo muito sucesso para você e espero que o artigo e o livro lhe inspirem.

Um abraço!

Melhorar sua vida financeira só depende de você!

Deixe uma resposta