O que são bitcoins e como ganhar – Artigo #2

Olá

No primeiro artigo da série sobre bitcoins, expliquei a você os conceitos sobre a moeda digital, a origem, tipos de criptomoedas etc.

Neste artigo, vou focar em coisas mais práticas: Como ganhar bitcoins?

Na verdade, você pode ganhar não só bitcoins, mas outras criptomoedas como LiteCoin, Dash, Fastcoins etc. Eu só estou trabalhando com bitcoins.

As duas opções que eu conheço e estou fazendo uso são a mineração e as torneiras de criptomoedas (faucets). Vamos ver o que são. Mas antes disso, deixa eu explicar uma coisa:

O que são Satoshis?

O bitcoin é limitado a um valor de 21 milhões. Isso é pouco para ser negociável pelo mundo todo. Daí resolveram fracionar o bitcoin, e deram o nome dessa menor fração de Satoshi. Logo, um Satoshi representa 0,00000001 bitcoins.

1 Satoshi = 0,00000001 BTC

Isso aí, é quase nada de bitcoins! E é essa medida que é utilizada pelos sites nos quais você pode adquirir a criptomoeda.

Esclarecidas as escalas, agora vamos aos métodos

Método #1 de ganhar bitcoins: Minerar Bitcoin

As moedas bitcoins não existiram desde sempre. Elas começaram a ser criadas a partir de resoluções de algoritmos complexos realizadas por vários sistemas computacionais ligados à block chain. A esse processo deu-se o nome de mineração.

É bem mais complexo do que esse meu resumo, mas podemos entender dessa forma. Alguém resolve algoritmos complexos e é remunerado por isso com bitcoins. E esse alguém pode ser qualquer um, desde que tenha o software e o hardware necessários.

Desde o início do processo de mineração, a complexidade dos algoritmos vem aumentando. Conseguir minerar um bloco da cadeia hoje é muito mais difícil do que há alguns anos. Isso vai exigindo cada vez mais capacidade de processamento dos hardwares. Exatamente por isso, minerar bitcoins hoje é muito menos vantajoso para uma pessoa sozinha, montando uma rede em casa. Os lucros obtidos (os bitcoins minerados) não compensam os custos com a montagem da rede e a energia gasta no processo. Esse trabalho vem sendo feito por grandes mineradores e por empresas que fornecem o serviço de mineração na nuvem.

Mas isso vai acontecer indefinidamente? É possível alguém minerar para sempre?

Não. Os bitcoins são limitados a 21 milhões. Na data que escrevo esse artigo, temos por volta de 15 milhões de bitcoins. Dado o aumento constante da dificuldade na mineração, a estimativa é que esse processo vá até 2040.

Minerar bitcoins na nuvem

Como eu disse anteriormente, a mineração de bitcoins feita individualmente tem se mostrado ineficaz, pois o valor investido em equipamentos e o gasto em energia não tem sido vantajosos frente ao retorno que se tem. Para outras criptomoedas, contudo, pode haver ainda alguma vantagem.

Mas muitas empresas têm oferecido o serviço de mineração em nuvem. Nelas, você pode pagar um valor e assumir um “pedaço” de hardware para começar a minerar, utilizando poderosos servidores. Isso irá gerar bitcoins para você. Quanto mais você tem para investir, maior é a quantidade de bitcoins obtida.

Minerar bitcoins na nuvem – Vantagens

– Facilidade para começar a minerar;

– Investimento inicial é apenas a capacidade de processamento que será adquirida;

– Mineração segue por anos.

Minerar bitcoins na nuvem – Desvantagens

Cito duas grandes desvantagens que podem pesar na decisão de aplicar dinheiro nisso:

– Nivel de dificuldade do algoritmo – de tempos em tempos, o nível de dificuldade do algoritmo é incrementado. Com isso, aquele hardware que você adquiriu e tinha capacidade de processar 1MH/s (1 mega hashes por segundo, ou seja 1 milhão de hashes a cada segundo), agora vai conseguir resolver menos algoritmos, pois ele ficou mais complexo. Logo você vai ganhar menos. Com o tempo, pode ser que aquela capacidade de processamento já não consiga nem gerar a quantidade mínima de bitcoins para a taxa de manutenção.

– Número finito de bitcoins – esse incrível poder de processamento de algoritmos será útil por anos, mas em algum momento a quantidade de bitcoins vai cessar. E depois?

Então, caso você queira minerar, avalie prós e contras e veja se vale a pena.

Mineradores na nuvem

Há outros obviamente, mas das pesquisas que fiz, os que são mais usados são:

Genesis

HashFlare

Minha experiência com mineração em nuvem

Eu estou há pouco tempo nisso. Mas já posso colocar uma evolução dos ganhos obtidos. Dá uma olhada:

balanco-mineracao-hashflare

A queda brusca em 06/10 foi a retirada que fiz para confirmar se eu ia mesmo receber. E recebi! 🙂

Recebi pouco, pois eu investi pouco. Afinal era meu primeiro teste. Essa primeira retirada rendeu, líquidos, 20.000 Satoshis ou 0,0002 BTC.

O trabalho que eu tive para gerar esses Satoshis foi:

– Cadastro no site da mineradora;

– Criação da carteira virtual (como eu estou utilizando o Hashflare, eles te obrigam a utilizar a carteira virtual no Cryptopay)

– Configurar minha conta na mineradora para receber os Satoshis na minha carteira virtual;

– Comprar capacidade de processamento;

– Ganhar Satoshis.

A partir daí, diariamente, a minha capacidade de processamento me gera Satoshis. A previsão que foi colocada no site é que o retorno do investimento venha em menos de um ano. Vou acompanhar e daqui a alguns meses vou dizer como está indo (embora minha percepção seja de que vai demorar mais…).

Mas o mais importante aqui é que você está fazendo um reserva de bitcoins. Claro que você poderia adquirir diretamente esses bitcoins, retê-los e contar com a valorização no médio prazo. Mas se, após o retorno do investimento na mineração, você conseguir minerar por mais alguns meses ou anos, você vai ganhando cada vez mais bitcoins.

Minha experiência de mineração em nuvem – Taxas

Taxa de manutenção – Veja que, a cada dia de mineração, é descontada a taxa de manutenção:

historico_mineracao_hashflare_

É assim que os sites de mineração ganham dinheiro (porque não existe almoço grátis).

Taxa para retirada – Na retirada do seu saldo para a carteira, também há uma taxa de 0,0003 BTC pagos à blockchain.

Minha experiência de mineração em nuvem – Vale a pena?

É cedo para dar uma opinião final. Como eu disse antes, se após o período de retorno do investimento a mineração persistir gerando bitcoins, então valerá a pena. Já vi alguns sites desaconselhando a mineração de Ether, por exemplo. A capacidade de processamento caiu muito e daí você precisa reinvestir para conseguir minerar. Se for assim, melhor comprar direto a moeda!

Vou acompanhar isso e daqui a alguns meses criarei um post comentando os resultados.

Método #2 de ganhar bitcoins: Faucets (torneiras de bitcoin)

torneira-bitcoin

Outra maneira de você ganhar bitcoins é através de sites nos quais você simplesmente acessa, faz uma ação qualquer e recebe bitcoins por isso. São os chamados faucets ou torneiras de bitcoins.

Tá, mas o que esses sites ganham com isso?

Eles te entregam Satoshis em troca da sua visita. Você visualiza anúncios dos mais variados, e isso é uma forma de gerar receita para esses sites. Alguns tem opções de jogos, outros anunciam mineração na nuvem etc. É uma forma de gerar tráfego para o site e ganhar com anúncios.

Tem muitos sites que fazem isso. Veja alguns:

Epay.info – Estou usando esse site para gerar Satoshis. Ele possui uma lista de faucets e você pode verificar a média de pagamentos em cada um, de quanto em quanto tempo você pode solicitar seus Satoshis etc. O que eu vejo de vantagem nesse site é que o limite mínimo para retirada não é tão alto (falo mais abaixo sobre isso) e você tem diversas opções de torneiras para ir usando.

faucets-epayinfo

Total de faucets para Bitcoin e Dogecoin no Epay.info

FreeBitco.in – Tem bastante gente que usa esse site. A cada hora você pode jogar, e ganha até bem em cada jogada. A maior probabilidade de resultado dos números da sorte é dos que pagam o menor número de Satoshis, 314, no momento que escrevo o artigo. Mas você só poderá tentar novamente daí a uma hora. E o mínimo para que você faça uma retirada é de 31000 Satoshis. Ou seja, você vai precisar jogar bastante para fazer sua primeira retirada.

freebitcoin

Tela onde mostra o tempo para a minha próxima tentativa. Em todas as tentativas eu ganhei o mínimo de Satoshis.

Uma das vantagens do site é que você pode indicar pessoas e receber comissão pelo que elas recebem (sem descontar do que elas conseguem de Satoshis). Caso você ache esse faucet interessante e queira se cadastrar, você pode usar esse link de indicação do FreeBitcoin e se cadastrar (me ajuda a te ajudar! 🙂 )

Minha experiência com o uso de faucets

Assim como na mineração, estou há pouco tempo nisso. Mas posso te passar a minha percepção. A minha opinião sobre faucets é que, se você tem algum tempo livre, pode gerar em uma hora de navegação alguns milhares de faucets. Vamos dizer que você consiga separar 1 hora por dia para navegar em alguns desses sites e que gere, digamos, 3.000 Satoshis (não é difícil conseguir no momento em que escrevo o artigo). Você teria então em:

1 Semana – 21.000 Satoshis

1 Mês – 84.000 Satoshis

1 Ano – 1.008.000 Satoshis

Com os programas de indicação, esse número pode crescer bastante.

Tem muitos sites de faucets. Eu indico o Epay.info pois foi onde concentrei meus testes e fiz um fim a fim no site. Gerei os satoshis, fiz a retirada para a minha carteira virtual, e tudo funcionou.

Assim que acessa o site, é apresentada uma lista de faucets:

site-epay-info

Lista de faucets no Epay.info

É apresentada a média de Satoshis entregues em cada um, uma avaliação geral dos usuários dentre outras informações. Clicando em visit, você vai à página do faucet. Prepare-se para uma enxurrada de anúncios! Ah sim, também vai precisar digitar muitos captchas!

mensagem-ganho-satoshi

Mensagem de um faucet quando eu ganhei 62 Satoshis

Todos os sites já mandam os Satoshis para o seu endereço público de carteira bitcoin cadastrado no Epay.info. E é só ir juntando suas recompensas. Aos poucos, seu saldo vai crescendo.

Minha experiência com o uso de faucets – Retirada de Satoshis

Eu só escrevi esse artigo depois que consegui ver os bitcoins na minha carteira virtual, tanto da mineração quanto dos sites de faucets. E no Epay.info funcionou direitinho, só que com uma surpresinha…

Quando eu começei a acessar os sites, o limite mínimo de retirada era de 4000 Satoshis. Na semana seguinte, ele havia mudado para 10.000 Satoshis.

tela-epay-info-alerta-sobre-payout

Dashboard do ePay. Veja que eu precisava de apenas 181 Satoshis para completar o mínimo para retirada, que era de 4.000.

 

tela-epay-info-alerta-sobre-payout-aumento

E na semana seguinte…

Eu alcancei o mínimo e fiz a retirada.

Minha experiência com o uso de faucets – Taxas

Na retirada de Satoshis dos sites de faucets, a única taxa paga é a devida à block chain. Dos 10.005 Satoshis que retirei, obtive líquidos 9.640, sendo a taxa de 365.

Minha experiência com o uso de faucets – Vale a pena?

Considerando que, numa dedicação pessoal sua, você pode gerar bitcoins a partir de visitas a sites diariamente, obtendo renda a partir de um dispêndio pequeno (ou grande) de tempo, eu digo que vale sim a pena. Não tem pegadinha, pirâmide, não vão pedir seu dinheiro. Você acessa os sites e recebe. Ponto.

Se você se dedicar a isso e conseguir, além das visitas aos sites, montar uma rede de usuários, seus ganhos podem ir aumentando ainda mais. Se você quiser acessar o Epay.info a partir dos links do artigo, você já estará entrando como uma indicação minha OK?

Recaptulando…

Os dois métodos principais de se conseguir ganhar bitcoins são a mineração e os sites chamados faucets, que pagam frações de bitcoins para que o usuário execute alguma ação no site.

Na mineração, é preciso investir capital no processamento dos algoritmos. O retorno do investimento para mineração individual não é vantajoso. Já a mineração em nuvem ainda se mostra uma alternativa. É difícil concluir, no momento em que escrevo o artigo, se terei de volta o capital investido e em quanto tempo, mas aparentemente será vantajoso.

Os faucets são uma boa opção para ganhar bitcoins. O investimento é apenas o seu tempo. Para os que conseguem mais tempo livre, os retornos podem ser interessantes. A estratégia de montar uma rede de indicados também é vantajosa.

Uma última mensagem: Cuidado com o canto das sereias!

Nessas semanas de pesquisa, vi muito site sério, mas vi também muita coisa duvidosa e outras totalmente fraudulentas. Estelionatários estão à solta nesse mundo virtual, ainda mais porque não existe nenhum tipo de controle com cryptomoedas.

Então sempre é bom alertar: Assim como nos investimentos tradicionais, não acredite em altas taxas de retorno oferecidas!

Veja esse vídeo no Youtube. Oferecem 1 milhão de satoshis por dia! Desça até os comentários. Veja que é tudo falso.

Vi pessoas oferecendo pirâmides disfarçadas de bots no Telegram. Uma oferecia 3% ao dia! Em 33 dias, você tinha seu dinheiro investido de volta e depois ganharia por toda a vida 3% ao dia. Factível não?


Espero que os dois artigos sobre bitcoins possam te ajudar a conhecer melhor esse novo paradigma de moeda e criar (ou aumentar ainda mais!) sua reserva de moeda digital.

Um abraço!

Melhorar sua vida financeira só depende de você!

6 Comentários

  1. luiz

    Se 1 bitcoin hoje equivale a R$ 3.500,00 e em um mês com apenas uma hora tu conseguiria fazer 84 mil satoshis são aproximadamente 300 reais. Está correto isso?Dedicando 6 horas pra isso da pra tirar 2 mil então?

    • Olá Luiz!

      Fazendo as contas com a cotação neste instante, temos:
      1 BTC = R$ 3.240,02
      1 Satoshi = R$ 0,00003240

      Logo 84.000 satoshis rendem R$ 2,72 reais. Seria aproximadamente 3 reais e não 300.

      Eu vejo vantagem nas torneiras de bitcoin e na mineração se você quiser criar reserva de valor em bitcoin, acreditando no desenvolvimento dos meios de pagamento daqui a alguns anos, no aumento constante do uso das cripto moedas no dia a dia etc. A cotação de bitcoins é muito volátil, hoje está mais de R$ 3.000, amanha pode cair pela metade. Mas se você entende que no futuro esse tipo de moeda será cada vez mais importante, por que não guardar algumas pra você?

      Um abraço!

    • luiz

      Douglas, desculpa seguir perguntando, mas ainda fiquei em dúvida. 1 bitcoin é igual a um milhão de satoshis, é isso?Se sim:

      1.000.000 satoshis = 3240
      100.000 satoshis = 324
      10.000 satoshis = 32,4

      Foi essa a conta que eu fiz, por isso concluir que 84 mil satoshis seria aproximadamente 300 reais..

      • Sem problema Luiz. Pode perguntar sempre!

        1 bitcoin representa, na verdade, 100 milhões de satoshis! Como eu citei no artigo, 1 Satoshi = 0,00000001 BTC.

        Logo:

        1.000.000 satoshis = 32,4 reais
        100.000 satoshis = 3,24 reais
        10.000 satoshis = 0,32 reais

        Entendeu?

        Um abraço!

  2. Alexandre

    Douglas, indica uma carteira virtual?

Deixe uma resposta