O que são bitcoins e como ganhar – Artigo #1

Olá,

Nesta série de dois artigos, vou abordar um tema relativamente novo e que ainda gera bastante dúvida em alguns (eu tinha várias e agora… ainda tenho, só que bem menos 🙂 ): Bitcoins. Nesse primeiro artigo, falo sobre o que significa esse termo, a origem, quais criptomoedas existem, como isso funciona etc. O foco não é aprofundar na parte técnica da coisa, que é um pouco complexa para quem não é da área de TI, e sim dar um apanhado geral sobre o bitcoin, as criptomoedas existentes e como está esse cenário atualmente.

No segundo artigo, vou focar em como você pode ganhar bitcoins. Existem várias formas e eu já estou fazendo uso de algumas. Vou te mostrar as opções disponíveis e te dizer minhas impressões sobre o que eu tenho feito para ganhar bitcoins.

Vamos lá?

O que são Bitcoins?

bitcoin-495995_1280

Bitcoin é uma criptomoeda e um sistema de pagamento online. Ela foi construída em código aberto, ou seja, qualquer um pode ter acesso ao código, estudar, modificar e distribuir como bem entender. É uma moeda que não possui dependência de nenhuma autoridade central.

Você pode comprar bitcoins e usá-las em algum estabelecimento comercial que as aceite, por exemplo. Para isso, você precisará ter uma ou mais carteiras virtuais para realizar alguma transação com a criptomoeda. As carteiras podem ser físicas, online ou off-line. A física pode ser algo como um token. A online fica na rede. Na off-line, você instala um software no seu computador para guardar sua carteira.

A criptomoeda utiliza o conceito de block chain, que seria uma cadeia na qual todas as operações em bitcoin são registradas, garantindo que qualquer um tenha acesso a essas informações. Na block chain, não existem dados do dono da carteira bitcoin, e sim o endereço da carteira, que é derivado da sua chave pública.

Mas pra que isso se já existe o dinheiro?

Defensores da moeda digital argumentam que ela quebrará barreiras geográficas e permitirá a condução de transações de forma anônima.

Veja esse exemplo: duas pessoas querem transferir dinheiro uma para a outra, só que uma está no Brasil e a outra na Espanha. Atualmente, quase todas as opções disponíveis envolvem altas taxas. Usando bitcoins, essa transação pode ser feita de maneira muito mais barata. Basta transferir a propriedade de suas moedas para a carteira virtual da pessoa.

Quando surgiu o bitcoin?

Em 2009, a rede começou a funcionar, com a emissão das primeiras bitcoins.

Os bitcoins não são infinitos. Eles estão limitados a 21 milhões. E a criação deles envolve a resolução de complexos algoritmos, onde a cada nova resolução um conjunto de novos bitcoins é criado. Esse processo é chamado de mineração. Eu falo mais isso no próximo artigo.

Quem criou o bitcoin?

Atribui-se a criação da critpomoeda a Satoshi Nakamoto, mas há várias especulações sobre sua real identidade. Veja mais nesse link da wikipedia.

Como comprar bitcoins?

Existem opções como casas de câmbio online onde é possível realizar compra e venda de bitcoins.

Veja um exemplo de site onde é possível comprar bitcoins: https://www.mercadobitcoin.com.br/

Quanto custa um bitcoin?

Veja quanto custa agora um bitcoin:

http://dolarhoje.com/bitcoin/ ou

http://coinmarketcap.com/ (gostei muito desse site pois ele coloca as diversas criptomoedas existentes com cotação, volume, evolução etc.)

A cotação da moeda cresceu muito nos últimos anos. Veja a evolução:

preco-de-mercado-bitcoin

No momento da criação desse artigo, ele estava valendo cera de 600 dólares.

O bitcoin é um conceito novo, um novo paradigma no mercado financeiro. Então, é normal que haja muita especulação sobre seu valor, o que gera as oscilações acima.

Existem outras criptomoedas?

Sim existem. Em um determinado momento, começaram a surgir iniciativas de diferentes moedas visando, cada uma delas, propor alguma melhoria em relação ao bitcoin. São as chamadas altcoins. E existem diversas. Alguns exemplos:

Litecoin

Fastcoin

Dash (antes chamada de Darkcoin)

Em 2013, foi criada uma nova rede de criptomoeda, chamada Ethereum, com sua criptomoeda sendo denominada Ether (veja mais em https://www.cryptocompare.com/coins/guides/what-is-ethereum/)

Ripple – Essa critpomoeda atende a um público diferente. Ela foi criada para realizar transferências de valores entre bancos ao redor do mundo.

Veja as diferentes cotações em http://coinmarketcap.com/. Percebeu a quantidade de criptomoedas que já existem?

Por enquanto é isso. No próximo artigo vou falar sobre como podemos ganhar bitcoins, como criar a sua carteira virtual, mineração, faucets… e os meus resultados até agora.

E não é nada difícil. Tá curioso? Aguarde!

Um abraço!

Melhorar sua vida financeira só depende de você!

2 Comentários

  1. Anônimo

    Conheci seu blog ontem, gostei muito. Sua configuração familiar/profissional é muito parecida com a minha. Não tens Twitter do blog? Acho que seria uma boa para divulgação e comunicação.

    Parabéns!

    • Olá!

      Muito obrigado pelo comentário! Fico muito feliz mesmo com esse feedback.

      Eu não tenho Twitter, Facebook… costumo dizer que o Whatsapp já me toma bastante tempo 🙂

      Meu objetivo é divulgar as informações por aqui mesmo, conciliando o tempo com família, trabalho e blog. Sei do poder das redes sociais, mas sei também que elas demandam estratégia para se comunicar, tempo para interagir com os usuários… como é fato que não vou dar conta, prefiro investir tempo na pesquisa por assuntos relevantes para nós e compartilhar por aqui.

      Um abraço!

Deixe uma resposta