O que são fintechs

Olá,

Já ouviu falar no termo fintech? O que seria isso? Nesse artigo você irá entender tudo!

O que são Fintechs

Fintech vem de Financial Technology, tecnologia financeira. Foi um termo cunhado para representar uma onda de serviços e aplicativos que vêm sendo desenvolvidos no intuito de, entre outros:

– Facilitar o acesso a produtos financeiros;

– Melhorar o controle do orçamento doméstico e de empresas;

– Controlar a contabilidade de um negócio ou o fluxo de caixa;

– Permitir empréstimos entre pessoas físicas;

e por aí vai.

A evolução da tecnologia está permitindo a criação de muitos Softwares como Serviço, os SaaS (Software as a Service), cada vez mais simples e fáceis de usar. E agora isso está se disseminando na área financeira.

Esse movimento também é um retrato do perfil dos novos clientes dos produtos financeiros. De acordo com esta reportagem da Época Negócios, os millennials, assim chamados os jovens entre 18 e 34 anos de idade, não estão nem um pouco dispostos a enfrentar as burocracias e taxas impostas pelo sistema financeiro tradicional. Isso faz com que haja espaço para que novas empresa entreguem serviços inovadores, focados na objetividade e transparência com os usuários, serviços simples e baratos. Sem rodeios, sem maquiagem, sem estratégias extravagantes de marketing. Apenas entregando o que o cliente precisa.

Cenário das Fintechs No mundo e no Brasil

As empresas de finanças tecnológicas surgiram com mais força entre 2011 e 2013. Dados do Site VentureScanner mostram um pico de criação de fintechs em 2012, com 186 empresas.

Os Estados Unidos lideram (com folga) o número de empresas desse tipo criadas. Em março deste ano, eram 756 companhias, frente a 161 do segundo colocado, o Reino Unido.

Fintechs_pelo_mundo

Fintechs pelo mundo. Fonte: http://insights.venturescanner.com/2016/03/22/artificial-intelligence-q1-update-in-15-visuals/

E no Brasil?

De acordo com o FintechLab, em 2016 foram mapeadas cerca de 130 iniciativas de empresas que buscam criar algum produto financeiro digital. Dessas, 70% já estão em fase operacional, com clientes pagantes (baixe o relatório publicado pelo FintechLab. É preciso cadastrar o email).

O mapa a seguir é muito interessante. Foi extraído do relatório do FIntechLab. Veja que há bastantes iniciativas nesse segmento em nosso país.

FintechsBrasil

Mapa das fintechs no Brasil. Fonte: http://fintechlab.com.br/index.php/2016/04/14/report-fintechs-no-brasil-uma-revolucao-que-ja-e-realidade/

Tipos de FinTechs

Existem vários tipos de startups financeiras. No diagrama acima podemos ver isso. Vou citar alguns exemplos de empresas que eu já tive ou tenho ainda algum contato.

Controle Financeiro

– Organizze

– GuiaBolso

Já falei sobre essas empresas no artigo sobre Controle Orçamentário.

Peer to Peer lending

Biva – vários projetos já conseguiram financiamentos de pessoas físicas diretamente a partir desse sistema.

Cartão de crédito

Nubank – há uma fila de espera de mais de 300.000 pessoas para usar esse cartão.

 Corretoras

Easynvest

XP

Mirae Asset

Rico

Cito estes exemplos de corretoras aqui pois, atualmente, a maioria dos serviços de corretagem está sendo feito online. Nas duas corretoras que utilizo, uma para investimentos em ações e outra para renda fixa, ambas possuem plataforma online para gerenciar carteira e quase tudo é feito via email.

Investimentos

Vérios

Magnetis

Os serviços das empresas acima são semelhantes. São empresas que começam a utilizar o conceito de robôs de investimento. A ideia, em resumo, é analisar o perfil do cliente e montar uma carteira automaticamente, sendo reavaliada de tempos em tempos. Dê uma olhada nos sites das duas para entender melhor.

Seguradora

Youse

Bidu

De acordo com o site dessas empresas, você faz cotação e contrata o seguro totalmente online. Nunca utilizei, mas vale a pena dar uma analisada.

Serviços de Contabilidade

Agilize

Contabilizei – escrevi dois artigos sobre a Contabilizei: neste artigo eu explico a decisão pelo uso do serviço de contabilidade online e mais recentemente este outro artigo no qual eu faço um balanço de pouco mais de um ano de serviço.

Gerenciamento financeiro para empresas

Conta Azul

Quanto Sobra – estou em fase de testes para utilizar os serviços dessa empresa para gerenciar os dados financeiros da empresa da minha esposa. Controle de entradas e saídas, estoque, ponto de venda, geração de nota fiscal… tudo por um sistema online. Cotei sistemas no mercado, tradicionais e sistemas online, e estou partindo para usar o segundo tipo. Mais adiante escreverei um artigo sobre isso.

E os grandes bancos? Estão sentindo alguma ameaça?

Concorrer com táxi é uma coisa. Concorrer com bancos… bem, talvez seja um pouco diferente…

Eles têm muuito dinheiro para fazer frente a essa concorrência. Uma estratégia que tem sido adotada pelos grandes do mercado é criar centros de pesquisa e estímulo a startups do setor. Ao incentivar as empresas a se reunirem para trocar ideias sobre finanças dentro dos ambientes criados por eles, podem ter acesso em primeira mão a ideias que estão surgindo neste mercado.

Na visão de alguns especialistas, a colaboração é a única saída para os bancos. Veja esta matéria do estadão sobre esse assunto.

O que importa mesmo é que, ao final, quem irá ditar as regras será o consumidor.


E aí? Conheceu um pouco mais sobre as fintechs? Tem algum comentário? Já usou algum dos serviços? Então compartilhe com a gente!

Um abraço!

Melhorar sua vida financeira só depende de você!

Deixe uma resposta