Produtividade do Trabalhador Brasileiro

Como está a produtividade do trabalhador brasileiro? Afinal, somos mesmo tão ruins quando comparados a trabalhadores de outros países? Se sim, por quais razões?

Inicialmente, precisamos saber como é medida a produtividade.

De acordo com o The Conference Board, órgão que disponibiliza pesquisas sobre o capital humano mundial, a produtividade é a razão entre o PIB do país e o número de empregados.

Os dados do Brasil mostram uma produtividade bem baixa frente a países como EUA, Coreia do Sul, Chile e Rússia. Em 2015, um trabalhador americano produziu quatro vezes mais do que um brasileiro. O Brasileiro é mais produtivo do que o Indiano (mais de 200%) e o Chinês (120%).

Sendo a produtividade razão entre PIB e empregados, a comparação com Índia e China acaba sendo mais benéfica para o Brasil por conta do elevado número de empregados desses países. Mas, olhando, por exemplo, os EUA, que tem um número de habitantes mais elevado que o Brasil mas bem mais próximo, essa diferença em favor dos americanos é notória.

Para podermos entender a produtividade no trabalho, precisamos abordar três aspectos:

 – Educação

 – Infraestrutura

 – Inovação

O nosso país é deficiente nos três setores 🙁

Educação

educacao no brasil

Nem precisamos dizer que a nossa educação é ruim. Temos um déficit enorme a ser superado. As escolas públicas possuem poucos exemplos bem-sucedidos, as particulares vão preenchendo as lacunas deixadas pelo estado, algumas com mais qualidade, outras menos. E mesmo as escolas particulares não são suficientes para melhorar a média geral, pois grande parte das crianças fica com o ensino precário da rede pública.

A verdade é que, na média, estamos muito longe do minimamente necessário. Dados do Todos Pela Educação (uma Organização da sociedade civil de interesse público – Oscip) mostram que 34% dos alunos que chegam ao 5º ano de escolarização ainda não conseguem ler; 20% dos jovens que concluem o ensino fundamental não dominam o uso da leitura e da escrita (fonte).

Com isso, o capital humano vai sendo construído de forma precária. E isso se refletirá no futuro profissional que será inserido no mercado de trabalho.

Sobre esse assunto, é interessante analisar o caso da Coreia do Sul. O país avançou muito nesse quesito. Para isso, o governo definiu que seria dada prioridade para a melhoria da educação do país, num projeto de longo prazo, que não dependesse de interesses políticos. Um projeto para a nação.

Isso levou o país de um PIB do nível de países como Afeganistão, em 1960, para um PIB de 1,305 trilhões de dólares em 2013. O PIB per capita era, após a guerra da Coreia (1950-1953) de US$ 883. Em 2013, o PIB era de US$ 25.976,95.

Infraestrutura

produtividade-infraestrutura

O trabalhador brasileiro tem menos acesso a bens de capital (máquinas, equipamentos) de ponta. Isso faz com que a eficiência seja menor do que a de trabalhadores com acesso a tecnologias mais avançadas no processo produtivo.

Nesse quesito podemos mencionar também a dificuldade das empresas em atender a imensa complexidade contábil e tributária existente por aqui. Se uma empresa precisa empregar muitas pessoas para cuidar somente da parte administrativa, é claro que isso gera mais custos e acaba trazendo impacto para as áreas finalísticas. Um empregado a menos na área administrativa pode se reverter em mais um na linha de produção, o que poderia trazer um aumento da produtividade.

Inovação

produtividade-inovacao

Num ambiente empresarial mais constante e mais previsível, empresários podem investir mais em inovação e aumentar sua competitividade frente aos concorrentes. Isso faz com que trabalhadores tenham mais acesso a cursos, especializações, novos processos produtivos etc.

No Brasil, a grande complexidade tributária, a alta carga de impostos e previdenciária que pesa sobre as empresas, o ambiente político incerto, a inflação, a mão pesada do estado interferindo demasiadamente em alguns setores da economia, enfim, diversos fatores se somam e fazem com que empresários não tenham segurança para investir em inovação. Isso acaba interferindo diretamente na produtividade.

Produtividade de um país x Produtividade individual

produtividade individual

Vivo num país pouco produtivo. Mas o que posso fazer para melhorar a minha produtividade? Será que eu posso ser mais produtivo no meu dia-a-dia?

Aumentar a produtividade é aumentar a sua eficiência. É fazer mais com menos, e obviamente, ganhar mais.

Trabalhador Assalariado

Se você é trabalhador assalariado, aumentar a eficiência às vezes pode não mudar muita coisa aparentemente. Aliás, pode. Pode significar mais trabalho! 🙂

Esse é o resultado de fazer seu trabalho bem-feito. Mas, no longo prazo, você é recompensado. E se não for, corra atrás de algo melhor para você!

Autônomo

Se é autônomo, você pode aumentar a produtividade com uma melhor logística de atendimento, por exemplo, diminuindo tempo de deslocamento para atender mais clientes.

Você pode, também, buscar a formalização através da abertura de empresa, podendo se tornar um Micro Empreendedor Individual – MEI. Tendo um CNPJ, alguns serviços que antes não poderiam ser feitos passam a fazer parte do seu portfólio.

Pequeno empresário

Se você é um pequeno empresário, melhorar a produtividade pode envolver uma análise detalhada do serviço ou produto comercializado, reduzindo os custos envolvidos, melhorando prazos de entrega, aumentando a retenção dos seus empregados, automatizando cada vez mais o negócio…

Recorrer ao Sebrae pode ser também uma ótima alternativa para se descobrir possíveis soluções para fazer mais com menos.

Você

Qualquer pessoa pode aumentar sua produtividade aumentando sua capacitação, estudando mais sobre as suas áreas de competência, estudando uma outra língua, buscando alternativas para trabalhos que deem uma renda extra… o conhecimento adquirido tem de ser aplicado na sua vida profissional para se reverter em mais produtividade.

Você também pode aumentar muito a sua produtividade atacando a procrastinação. Dá uma olhada nesse artigo para entender melhor sobre esse comportamento na nossa rotina.

Espero que esse texto possa ser útil pra você. Se gostou, compartilhe com seus amigos!

Um abraço!

Melhorar sua vida financeira só depende de você!

Deixe uma resposta