Procrastinação

O que seria a procrastinação? É bom ou ruim procrastinar alguma coisa? Temos mais benefícios ou prejuízos com esse tipo de comportamento?

Procrastinação: Definição

procrastinacao

Procrastinar é adiar, deixar para depois alguma atividade.

Você já se deparou com aquele cesto cheio de roupa ou aquela pilha de processos para despachar e pensou “nossa, deixa que amanhã eu vejo isso”? Se sim, então você procrastinou uma tarefa. É a famosa frase “pra que deixar para amanhã o que você pode fazer depois-de-amanhã? ” 🙂

Interessante notar que esse comportamento é visto quando temos atividades penosas. Você já viu alguém deixar para depois uma atividade que lhe dá satisfação? 🙂

Ocorrendo esporadicamente, pode-se dizer que não seria nocivo a uma pessoa agir dessa forma frente a uma atividade. Você opta por fazer uma atividade depois em troca de outra atividade ou até mesmo para não fazer nada, o que às vezes também é necessário. Mas, quando a procrastinação impede o funcionamento normal das suas ações, torna-se um problema.

Procrastinação: Quem nunca?

Não dá para ser um ás da produtividade 100% do tempo. Há dias em que é preciso um tempo para “não fazer nada”. Isso é muito importante para colocar sua mente e seu corpo em equilíbrio. Eu nem vejo isso como procrastinar, já que você está, de fato, realizando uma atividade importante, que é cuidar de você mesmo.

Há pessoas que não praticam isso e não sentem falta, já outras veem necessidade de ter esse tempo. Tudo bem. Cada um deve dosar esse tempo pessoal como julga ser melhor.

Procrastinação: O perigo

O grande problema em adiar tarefas é quando isso começa a se tornar rotineiro. Em casa, no trabalho, estamos sempre adiando tarefas, das mais simples às mais importantes. Tarefas chatas ou trabalhosas são deixadas para um segundo momento e coisas como email e redes sociais vão preenchendo o seu dia.

Cuidado! Se você não ataca as atividades mais importantes do seu dia e vai arrumando subterfúgios, está procrastinando.

Um exemplo:

No seu trabalho, numa quarta-feira, você recebe a tarefa de montar uma apresentação para a quarta-feira da semana seguinte. Até a terça-feira, você foi adiando a atividade. Daí vem um email do chefe pedindo para dar uma olhada na apresentação.

Resultado: Você trabalhará como um louco para fazer em um dia o que poderia ser feito em uma semana. Um trabalho feito às pressas, que poderá ficar com uma qualidade inferior por conta do prazo curto. E você ainda vai ficar com aquela sensação de que não dá conta de nada, de que tem um monte de coisa para resolver e faz tudo em cima da hora.

Procrastinação: Como sair dessa?

O hábito de procrastinar constantemente pode estar sendo muito nocivo para você. Quer melhorar isso? Veja algumas dicas para evitar esse tipo de comportamento.

#1 – Liste as atividades a serem feitas

lista_de_atividades

Sem saber o que você precisa resolver, fica difícil se organizar. Coloque num papel, ou num arquivo do notepad, ou sei lá onde, as coisas que você precisa fazer. Veja o que precisa de sua atenção. Planeje, veja tudo o que você tem de resolver para poder definir melhor como fazê-lo.

#2 – Resolva as tarefas mais difíceis primeiro

homem_trabalhando

Resolvendo primeiro as tarefas mais trabalhosas, você vai se livrando logo do que te dá mais desânimo, preguiça. Com isso, a probabilidade de cair na procrastinação vai ficando menor.

Se na sua lista não houver nenhuma tarefa difícil, trabalhosa, então parabéns! Mas, se você não for tal felizardo, começar resolvendo os maiores problemas pode ser uma boa alternativa.

#3 – Dê valor à rotina

relogio-rotina

Com uma rotina diária, fica mais fácil respeitar e cumprir todas as suas atividades.

A rotina também ajuda a diminuir a ansiedade. Tendo seus horários bem planejados, você saberá o que tem e o que não tem de fazer, e vai parar de se culpar sobre tudo o que poderia ter feito e não conseguiu. Na verdade, sem planejar a sua rotina você nem sabe o que deveria ter feito, daí a ansiedade e a culpa aparecem.

A rotina é muito importante, também, para as crianças. Veja esse exemplo:

Tenho um casal de amigos que tem três filhos. Um dia, conversava com a mãe deles para entender como ela conseguia gerenciar a casa. Ela explicou que a rotina é fundamental. Sem planejar o dia, as crianças ficam agitadas, pois não sabem o que irão fazer.

Elas sabem, por exemplo, que entre 17:30 e 18:00 é hora do desenho na TV (e, nesse tempo, ela consegue dar conta do jantar). Com o dia todo agendado, as crianças ficam mais tranquilas. Interessante não é mesmo?

Cuide da rotina e você dará conta das tarefas, das chatas e das prazerosas.

Referências

Caso queira saber mais sobre esse assunto, coloco abaixo algumas referências:

Psicologia MSN – Site com bastante conteúdo interessante sobre o assunto. Esse artigo em particular eu achei bem interessante.

Livros:

A Arte de Fazer Acontecer (Getting things done) de David Allen.

A Arte da Procrastinação – Esse livro é interessante. Ele faz uma leitura da procrastinação como um comportamento não necessariamente maléfico, e busca ajudar quem vive procrastinando a usar isso a seu favor. O link é para um artigo do site Psicologia MSN que comenta o livro.

Espero que tenha conhecido um pouco mais sobre o assunto e que o artigo seja de utilidade para você. Conhece alguém que pode se beneficiar? Compartilhe com seus amigos!

Um abraço!

Melhorar sua vida financeira só depende de você!

Deixe uma resposta